Linhas de pesquisa

1. Cultura, Identidade e Corporeidade

Esta linha explora diversas interconexões entre cultura, identidade e corpo no contexto de práticas sociais diversas. Interessa aos seus integrantes tratar dos processos de identificação e auto-identificação de indivíduos e grupos através de formas específicas de sociabilidade, bem como examinar o papel das dinâmicas de produção material e simbólica na construção de identidades. É também uma preocupação da linha desenvolver uma reflexão que recupere as relações entre disciplinas corporais, técnica e linguagem em variados campos da experiência social, como arte, religião, ciência e medicina. Em termos mais específicos as pesquisas desenvolvidas na linha compreendem os seguintes temas:

  1. Identidade e territorialidade;
  2. Produção artística (cinema, literatura) e representações sociais;
  3. Práticas em saúde (biomedicina, práticas populares e alternativas, experiências de doença e cura);
  4. Religião e vida cotidiana;
  5. Produção e uso de biotecnologias;
  6. Contextos e formas de uso de substâncias psicoativas.
Professores Associados:
  • Antônio da Silva Câmara
  • Edward John Baptista das Neves MacRae
  • Elena Calvo Gonzalez
  • Gabriel Moura Peters
  • Iara Maria de Almeida Souza
  • Irma Maria Viana da Silva
  • Jorge Luis Bezerra Nóvoa 
  • Leonardo Fernandes Nascimento
  • Lídia Maria Pires Soares Cardel
  • Maria Gabriela Hita
  • Mauro Castelo Branco de Moura
  • Milton Araújo Moura
  • Miriam Cristina Marcilio Rabelo
  • Paulo César Borges Alves

2. Crime, Punição e Direitos Humanos

Esta linha de pesquisa abrange seis eixos da reflexão sociológica acerca do crime, do controle social e da punição: (a) as definições socioculturais e legais dos delitos  e suas implicações materiais e simbólicas, as motivações, interações e decisões presentes na prática de crimes violentos ou não; (b) os padrões, tipos, formas e efeitos da vitimização – direta e indireta, primária e secundária, múltipla e repetida -, com ênfase nos processos sociais de estruturação, defesas informais, significados morais e formas de proteção das vítimas de crimes; (c) as respostas do Estado e os processos de criminalização, os padrões de policiamento público e privado, as políticas de segurança pública, a estrutura e dinâmica dos mecanismos de justiça formal e informal; (d) as práticas relacionadas à produção, comercialização e uso de substâncias psicoativas ilegais levando em conta os impactos das políticas proibicionistas na estruturação dos mercados de drogas, criminalização de trabalhadores pobres e afrodescendentes e aumento da violência letal na sociedade; (e) a organização, dinâmica e cultura das prisões, a violência e as gangues prisionais, as políticas de encarceramento e seus efeitos sobre o controle do crime e a reintegração dos internos; (f) o repertório social dos direitos civis e as desigualdades, os nexos entre a aprovação coletiva da violência e a violência oficial, a violação do corpo e a promoção dos direitos humanos

O esforço de investigação dessas temáticas se coloca em consoante articulação com os planos regional, nacional e internacional dos estudos das mesmas, além de dar visibilidade às suas claras interrelações e enfatizar seu caráter inter e multidisciplinar. A missão é gerar novos modos de apreensão desses fenômenos, viabilizando a produção e difusão de conhecimentos científicos.

Professores Associados:
  • Ceci Vilar Noronha
  • Clóvis Roberto Zimmermann
  • Eduardo Paes-Machado
  • Edward John Baptista das Neves MacRae
  • Luiz Claudio Lourenço
  • Mariana Possas

3. Democracia, Estado e Movimentos Sociais

As pesquisas desta linha tratam da democracia contemporânea e dos processos de globalização, compreendendo a participação política que ocorre nesse quadro por meio dos movimentos sociais e das contestações políticas, o que envolve direitos políticos, culturais e relações com os partidos políticos. Preocupa-se, também, com o desenho das instituições políticas em contextos democráticos, o processo de produção de políticas públicas e as especificidades sub-nacionais. Estuda o tema das elites, suas teorias, críticas e atualizações e analisa as repercussões na produção do pensamento político no Brasil e na política das elites nacionais e estaduais. São eixos temáticos: 1) Democracia Contemporânea, Globalização, Movimentos Sociais e Contestações Políticas; 2) Instituições, Políticas Públicas e Elites; 3). Mídia, Comportamento Político e Cultura Política.

Professores Associados:
  • Alvino Oliveira Sanches Filho
  • Anete Brito Leal Ivo
  • Antônio da Silva Câmara
  • Antônio Jorge Fonseca Sanches de Almeida
  • Denise Vitale
  • Jorge Luis Bezerra Nóvoa 
  • Lídia Maria Pires Soares Cardel
  • Luiz Claudio Lourenço
  • Maria Salete Souza de Amorim
  • Maria Victoria Espiñeira Gonzalez
  • Mauro Castelo Branco de Moura
  • Paulo Fábio Dantas Neto
  • Ruthy Nádia Laniado
  • Valdemar Ferreira de Araujo Filho

4. Trabalho e Desigualdades Sociais

Desenvolve estudos teóricos e empíricos sobre o trabalho e suas transformações históricas e conceituais, compreendendo-o como referência fundamental para analisar a reprodução social dos trabalhadores, a produção da pobreza, das desigualdades e vulnerabilidades sociais. Busca articular os estudos sobre organização/processo de trabalho e mercado de trabalho e as diversas formas de desigualdade social, a exemplo dos estudos sobre pobreza e desenvolvimento regional, em áreas urbanas e rurais, apontando o papel do Estado e suas políticas públicas e sociais; bem como analisar as inter-relações entre trabalho e o campo da reprodução dos trabalhadores no âmbito privado – onde a família ocupa lugar de destaque – e no campo público – de responsabilidade do Estado e de outras redes de solidariedade que têm assumido esse papel. Contempla também diversas dimensões das desigualdades sociais para além do trabalho, procurando explorar tanto as especificidades quanto as interconexões das dinâmicas de gênero, gerações, relações raciais e classe, tanto no plano teórico como no âmbito de estudos empíricos. A Linha é constituída por quatro eixos principais:

1. TRABALHO E RELAÇÕES DE PODER: Estudos sobre as transformações históricas dos processos de trabalho e do meio ambiente do trabalho, do mercado de trabalho, das formas de poder e de contra-poder dos trabalhadores, dos sindicatos e outras formas de ação coletiva, dos direitos sociais e trabalhistas.

2. TRABALHO E QUESTÃO SOCIAL: Estudos sobre o trabalho e as formas históricas de constituição do social, da reprodução das desigualdades, das concepções e configurações da pobreza e seus principais indicadores e de políticas públicas e sociais.

3. TRABALHO E REPRODUÇÃO SOCIAL: Estudos sobre trabalho, família e redes de solidariedade.

4. GÊNERO, GERAÇÕES e RAÇA: Estudos sobre jovens, velhos e relações étnico-raciais.

Professores Associados:
  • Alda Britto da Motta 
  • Anete Brito Leal Ivo
  • Bruno José Rodrigues Durães
  • Clóvis Roberto Zimmermann
  • Denise Vieira Silva Lemos
  • Inaiá Maria Moreira de Carvalho 
  • Iracema Brandão Guimarães
  • Isabela Fadul de Oliveira
  • Jair Batista da Silva
  • Leonardo Fernandes Nascimento
  • Maria da Graça Druck de Faria 
  • Maria Gabriela Hita
  • Paula Cristina da Silva Barreto
  • Selma Cristina Silva de Jesus